poloagencia.com.br767044062297951
(49) 3621-3569

soluções polo agência

Nosso propósito é claro: capacitar marcas para brilhar. Combinamos estratégia, criatividade e inovação para criar campanhas que não apenas se destacam, mas também impulsionam o sucesso de nossos clientes. Nosso compromisso é elevar sua marca a novos patamares de reconhecimento e sucesso por meio de diversos serviços online e off-line.
fale conosco

Mercado publicitário cresceu 23% no primeiro trimestre de 2024

Foto: Reprodução / Nosso Meio

Segundo o Cenp-Meios, os números absolutos deste primeiro trimestre somaram R$ 4,5 bilhões, em comparação com os R$ 3,7 bilhões anteriores

O mercado publicitário mostrou um surpreendente crescimento nos primeiros três meses de 2024. Levantamento feito pelo Cenp-Meios mostra que os investimentos em mídia via agências saltaram 23,1%, frente ao mesmo período de 2023. Para efeito de comparação, ao longo de todo o último ano, os indicadores de ascensão oscilavam entre 7% e 10%. Em números absolutos, este primeiro trimestre somou R$ 4,5 bilhões, em comparação com os R$ 3,7 bilhões anteriores. Leitura atual foi feita com 317 agências versus 299 reportadas em 2023.

Os dados relevam um recorde na retomada da indústria publicitária no pós-pandemia. Lembrando que o segundo semestre começa com Olimpíadas em Paris e fecha com eleições municipais, Black Friday e Natal que – seguramente – vão movimentar ainda mais anunciantes, veículos, elos digitais e agências. Mais uma vez, para efeito de comparação, os indicadores do Cenp-Meios mostram o fôlego renovado do mercado publicitário: no primeiro trimestre o PIB do Brasil cresceu 0,8%, comparado com o último trimestre de 2023, divulgado pelo IBGE, nesta terça (4). Nos últimos doze meses, a economia brasileira avançou 2,5%, ante o mesmo período do ano passado.

“Crescimento de pouco mais de 23% reitera a importância dessa indústria para a economia e como ela é um alicerce para todas as outras indústrias. É um mercado que não dá passos para trás frente aos desafios diários impostos pela economia e eventos imponderáveis, que fogem ao nosso controle, como a persistente Guerra no Oriente Médio ou a devastação na região sul”, diz Luiz Lara, presidente do conselho presidente do conselho do Cenp.

Todas as informações captadas pelo Cenp para definição do novo painel são acompanhadas pelo CTMI – Comitê Técnico de Métricas e Indicadores – que reúne especialistas e dirigentes representantes de Anunciantes, Agências, Veículos e Elos Digitais.

“Os números de investimento em mídia do primeiro trimestre são uma grata surpresa confirmando a maturidade e a força da publicidade brasileira e a importância da comunicação para ampliar a conexão entre marcas e consumidores”, afirma Salles Neto, coordenador do CTMI.

O painel Cenp-Meios é consolidado a partir dos dados fornecidos pelas agências por meio dos Pedidos de Inserção (PIs) efetivamente executados, de forma consolidada por meio, período, estado e região, sem que o Cenp tenha acesso a qualquer outra informação de cliente ou veículo.

Via Nosso Meio / Por Redação

compartilhe